Menu


Redes Sociais


Vagas de Emprego

Beto Moraes

Videos

Acompanhe os videos do Programa Mauro Moraes Tô de Olho do canal CNT no canal do youtube


/depmauromoraes

Segurança



Últimos Projetos

Twitter

27/08/2015

“Ampliação do efetivo policial é necessidade premente para melhorar a segurança”, defende Moraes

Leia mais

Com a perspectiva de recuperação financeira do Paraná já nos próximos meses, os investimentos em setores estratégicos do Estado serão retomados e, em muitos casos, ampliados, como deve ocorrer na área Segurança Pública. “Há um forte apelo oriundo tanto da sociedade civil organizada quanto das forças policiais por adoção de medidas de combate ao crime. Além dos programas implantados pela administração pública, temos que olhar com maior atenção para o quadro de servidores responsáveis pelo andamento de projetos nesta área, ou melhor, para nosso efetivo policial”, destaca o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes.

Para o parlamentar, além do cronograma de pagamento de dívidas com promoções, progressões e remoções de policiais, a ampliação dos efetivos, tanto Militar quanto Civil, precisa constar como prioridade, como investimento em segurança. “Temos uma lista de quase 3 mil candidatos aptos a iniciar o Curso de Formação de Soldado aguardando uma posição do governo. Assim que contratados e formados, estarão colaborando com todas as medidas de segurança adotadas pelo Estado. Por isso há sim necessidade em iniciar a formação deste novos soldados o quanto antes, se possível ainda este ano”, defende Moraes.
26/08/2015

Moraes defende criação de Lei para combater violência contra mulher no Paraná

Leia mais

Presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa e coordenador do Movimento Paraná Sem Violência, o deputado Mauro Moraes apresenta, na próxima semana, uma proposta de Lei para instituir em caráter definido em todo território paranaense um programa de patrulhamento policial para combater atos de violência doméstica contra a mulher. Segundo o parlamentar, o projeto tem como objetivo central ampliar os efeitos da Lei Maria da Penha no Estado.

A matéria ainda está em fase de elaboração e pode receber emendas tanto na Comissão de Segurança como também no Plenário. Em resumo, por intermédio de uma Lei Estadual, a Polícia Militar designará um grupo especial, composto por policiais voluntários, para atuar na patrulha de atendimento à mulher vítima de violência, e que possui registro de ocorrência no cadastro da Lei Maria da Penha. “É um monitoramento das ocorrências. Em muitos casos, a vítima de violência doméstica vive com medo de sofrer maus tratos em decorrência da denúncia. Com o patrulhamento, ela terá maior confiança para retomar a vida”, argumenta Moraes.
25/08/2015

POLÊMICA: Justiça pode obrigar Executivo a investir em presídios

Leia mais

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última quinta-feira (13) que o Judiciário pode obrigar que a administração pública – governo federal ou governos estaduais – promova obras emergenciais em presídios, mesmo quando houver o argumento de que não há recursos em caixa para as obras.

Os ministros discutiram uma ação civil pública apresentada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul, que pediu que o Judiciário determinasse obras em presídio de Uruguaiana. O juiz de primeira instância atendeu o pedido e condenou o estado a realizar reformas, como instalação de forros e recuperação da instalação elétrica. Depois, a decisão foi revertida e o caso chegou ao Supremo.

Para o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, a transferência de presos que estão em delegacias para o sistema prisional aumenta não apenas a demanda em estrutura física como também humana. “É preciso investir também em segurança para quem trabalha nos presídios.
25/08/2015

Depen encerra o segundo curso de formação do Serviço de Operações Especiais

Leia mais

O Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen) encerrou nesta terça-feira, o segundo curso de formação do Serviço de Operações Especiais (SOE), no Complexo Penitenciário de Piraquara. Cerca de 40 Agentes Penitenciários de diversas regiões do estado, receberam o certificado. A partir de hoje, esses servidores, estão habilitados a atuar como primeiro interventor em situações de crise, em unidades do sistema prisional.

Dividido em duas partes, teórico e prático, o curso teve duração de quase 30 dias. Nesta segunda-feira, se encerrou a última etapa, que contou com sete dias intensos de treinamento. Para a Agente Penitenciária Patrícia Fernanda da Silva, da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão (PFB), essa foi à fase mais difícil do curso.

O objetivo do curso, principalmente desses últimos dias práticos, é simular as situações que os agentes enfrentarão nas unidades. A interiorização do grupo SOE é de fundamental importância para o Departamento.

CURSO - Os Agentes Penitenciários formados para atuar no SOE já integram o quadro efetivo do Depen, e, passaram por processo seletivo para participar do grupo de elite. Ao longo do curso, eles receberam treinamento em técnicas de intervenção em ambiente prisional, imobilização, gerenciamento de crise, manutenção e manejo de armamento e tiro, direitos humanos, entre outras.
24/08/2015

Para Moraes, todas as vagas disponíveis para Sargentos na PM devem ser ocupadas

Leia mais

De acordo com Almanaque da Polícia Militar, a corporação possui 1261 vagas abertas para 3° Sargento. Apesar da quantidade considerável de policiais e bombeiros aptos a avançar na carreira, há um protocolo em trâmite com apenas 16 vagas de Subtenente e 16 para 1º Sargento.

“Não há perspectiva de crescimento dentro da carreira militar. E isso é lamentável”, diz o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes. A mesma cobrança vem sendo feita pela APRA.

Na avaliação do parlamentar, boa parte das tropas está insatisfeita com a ausência de qualquer incentivo na carreira militar. “O efeito é absolutamente negativo para a Corporação, uma vez que a falta de perspectiva de crescimento só vem incentivando as constantes baixas”, lamenta Moraes.
21/08/2015

Moraes discute ações de segurança com Comando do 12º Batalhão de Policia Militar

Leia mais

Em audiência com o Comando do 12º Batalhão de Policia Militar, nesta quinta-feira, o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, colocou em discussão a adoção de medidas para intensificar o combate ao crime no Centro de Curitiba.

“A redução das estatísticas da violência é um compromisso do governo através do Programa Paraná Seguro. Graças ao esforço das tropas, houve uma queda nos índices. No entanto, precisamos avançar ainda mais em políticas neste setor”, destaca Moraes.

O parlamentar comentou sobre a importância dos módulos policiais móveis, que se deslocam para vários pontos da cidade, em especial na região central. Além do policiamento realizado por viaturas, Moraes também destacou a eficiência do uso de câmeras de monitoramento, através de uma parceria com a Guarda Municipal de Curitiba.
20/08/2015

RMC recebe módulos policiais

Leia mais

A Região Metropolitana de Curitiba conta com mais três módulos móveis para reforçar a segurança da população. As estruturas foram instaladas nos municípios de São José dos Pinhais, Colombo e Campina Grande do Sul.

“São regiões que sofrem com a criminalidade. Os módulos móveis certamente serão responsáveis pela redução das estatísticas da violência nas localidades em que estão instalados.”, destaca o presidente da Comissão de Segurança pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes.

A Comissão de Segurança vem acompanhando todo o processo de instalação dos módulos móveis na capital, RMC, interior e litoral do Estado. “É uma reivindicação de todas as regiões do Paraná. Quando a Comissão percorreu o Paraná, ouvimos de toda a comunidade que a presença permanente da polícia e também a sua mobilidade são medidas essenciais no combate ao crime, em especial nos que envolvem roubos e furtos”, destaca o parlamentar.

Em 2010, o Paraná tinha 30,4 homicídios a cada 100 mil habitantes. Essa taxa caiu para 22,6 a cada cem mil no ano passado e, em 2015, a previsão é chegar a uma taxa de 21,5 homicídios a cada 100 mil habitantes. “A redução efetiva só ocorrerá com investimentos pesados em segurança pública, com a aquisição de equipamentos para as forças policiais e ampliação das tropas”, defende Moraes.
19/08/2015

‘Com as contas em dia, Governo deve priorizar contratação de novos policiais’, defende Moraes

Leia mais

Presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa e principal voz dos candidatos que aguardam uma posição do governo a respeito do início do Curso de Formação de Soldados (CFSd), o deputado Mauro Moraes iniciou a semana otimista quanto ao ingresso de novos policiais. “A perspectiva de recuperação das finanças do Estado até outubro deste possibilita o chamamento de todos os candidatos aprovados na primeira e segunda fase do concurso”, analisa o parlamentar.

Em decorrência da falta de recursos, o governo ainda não autorizou a divulgação do resultado da pesquisa social, etapa que antecede o início do curso de formação. “Temos uma lista de 2.700 candidatos aptos a fazer parte da corporação. Há também a necessidade urgente em se contratar profissionais para suprir aposentadorias e baixas”, analisa.

Em audiência com o governador Beto Richa, no início desta semana, Moraes fez novo apelo em nome dos candidatos que aguardam a divulgação de um cronograma. “Muitos da lista de aptos já deixaram seus empregos. Não podemos postergar por mais tempo a divulgação da lista definitiva dos que serão chamados para o curso, bem como a definição da data de início das aulas”, cobrou.
18/08/2015

Paraná terá R$5 bilhões para investimento em 2016

Leia mais

Com os ajustes feitos pelo governo para equilibrar as contas do Estado, o Paraná retomará a capacidade de investimento no próximo ano tendo em caixa um superávit de R$5 bilhões. “O Governo retomará a capacidade de investir em áreas essenciais e, sobretudo, no quadro de servidores”, prevê o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes.

A excelente perspectiva de investimento foi apresentada ao parlamentar nesta manhã pelo secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, ao responder questionamento do parlamentar sobre o pagamento de pendências do Estado com as forças de segurança.

“Atualmente, a capacidade de investimento do governo é zero. Contudo, a partir de setembro, a polícia militar terá prioridade e todas as dívidas com promoções, progressões e remoções serão pagas”, destaca Moraes, com base em informações repassadas pelo Palácio Iguaçu.

Além da liquidação de dívidas pendentes na área da segurança, Moraes fez um apelo ao governador para que na programação de investimentos a serem feitos a partir do próximo seja fixada uma meta, com recursos previstos para a aquisição de armamento para as forças policiais e contratação de policiais militares e civis.
18/08/2015

Governo promete zerar dívida com área da segurança

Leia mais

O acerto de débitos com promoções, progressões e remoções de policiais e bombeiros militares foi tema de uma conversa entre o presidente da Comissão da Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, e o governador Beto Richa, nesta terça-feira. Participou ainda da reunião o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo, que confirmou que, até o final do ano, o Estado quitará todas as dívidas na área da segurança.

O governo trabalha com a perspectiva de liquidação de todas as dívidas que envolvem fornecedores, quadro de servidores e infraestrutura até o final de 2015. Somente com a carreira militar, o Estado gastará aproximadamente R$30 milhões. “É uma dívida que vinha se acumulando e que sempre preocupou os cofres do Estado. Com o pagamento deste débito, a PM volta a receber investimentos”, prevê Moraes.

Mais notícias ...


Like4Like.org - How it works FREE Social Promotion Get fast Facebook likes and followers
0.63