Informativo Semanal

Cadastre o seu e-mail para receber uma mensagem semanal.

Menu


Redes Sociais


Vagas de Emprego

Beto Moraes

Videos

Acompanhe o canal do youtube


/depmauromoraes

Segurança



Últimos Projetos

{PROJETOS}

Twitter

17/10/2017

Investir na juventude é caminho para crescimento do país, diz Moraes

Leia mais

A Juventude é sempre a esperança mais pungente de uma nação. Mas a expectativa pelo comprometimento do jovem exige da sociedade uma proporcional correspondência de participação, que, por vezes é recrudescente e recusatória. A esperança nos jovens também é lancinante por reclamar a responsabilidade da nação na formação de seus filhos. Mas, o jovem, sobretudo, é esperança se assim o desejar, e os que acreditam no jovem, invariavelmente, acreditam no futuro de nosso país, por saberem que a juventude jamais decepcionará os que nela se esperançam.


Porém precisamos precaver nossa juventude das armadilhas dos que não querem a sua participação. Os interesses promulgadores da derrocada social tentam desestimular a participação de nossos jovens, sugerindo que eles são uma esperança que acontece naturalmente, sendo desnecessário qualquer esforço nesse sentido. Os que não querem mudanças também buscam incrustar no jovem a ideia de que política é ruim, preocupação infrutífera, assunto somente para políticos, e os líderes despóticos freiam o desenvolvimento cultural da juventude, dificultando-a avançar em concepções mais amplas, que facilitem a compreensão da origem dos problemas sociais e a motivem na busca consciente de soluções. Aos desinteressados na evolução da juventude, é mais conveniente a incerteza e a desordem social, que estabelecem uma grande confusão de valores e colaboram para o aviltamento e marginalização do jovem. São essas situações pesarosas que nos fazem renovar, diariamente, a disposição de luta com os jovens.

O nosso crédito aos jovens tem por base a emoção proveniente das muitas lutas em que juntos, superamos todas as dificuldades e conseguimos memoráveis vitórias.

Nós acreditamos no jovem porque sabemos, fundamentados na experiência pessoal, que a imensa massa jovem de nosso país, não pode ser calada. A juventude pode ser ludibriada e intimidada como o foi em passado recente, mas nunca será silenciada, pois ser jovem é uma manifestação da vida que se renova incessantemente, e que nos faz fortes, destemidos, desincompatibilizados de nossos problemas mais íntimos, e revela-nos humanos, seres cientes da necessidade de felicidade geral, receptivos a todas as raças, cores, crenças, sensíveis à natureza e ao clamor pela sua preservação, e dispostos a mudar toda e qualquer situação de injustiça, procurando estabelecer e promover o estado de bem estar geral.

Nós acreditamos no jovem não por conveniência, mas por identificação mútua, pois acreditar no jovem requer dedicação, trabalho incessante, disposição e muita sensibilidade. Mas a opção pelos jovens traz consigo a compensação indescritível dos resultados fundados no intuito conjunto, estimulados pelo altruísmo e renovadores por si só.


Investimos na juventude porque acreditamos que o jovem realmente pode construir um futuro melhor para o nosso país, a partir de sua ação hoje. E nossa representatividade do jovem tem por pilar a convicção de que agora, mais do que em qualquer época, é a vez dos jovens.

Deputado Mauro Moraes
16/10/2017

Moraes cobra do governo mais investimento em segurança

Leia mais

A valorização das forças policiais e aquisição de equipamentos modernos para as tropas são itens de maior importância para o sucesso de qualquer política de combate ao crime no Paraná. Essa tese é defendida pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes. Segundo o parlamentar, as medidas de enfrentamento à violência precisam incluir incentivos reais para que policiais permaneçam por mais tempo da ativa.

Moraes defende maior investimento na área de segurança como resposta ao tema que mais preocupa a população paranaense: a insegurança. “São relatos diários de uma população cansada de ser refém de marginais.
Nossa polícia é a mais preparada do país para combater o crime, mas ela tem trabalhado no limite, com salários muito abaixo do que merece e com equipamentos defasados”, comenta o parlamentar.

Segundo o parlamentar, o Governo precisa repensar as políticas públicas de segurança, tratando como ferramenta essencial de combate ao crime a valorização das forças policiais.
10/10/2017

Moraes destaca trabalho da Guarda Municipal

Leia mais

Nesta terça-feira (10) comemora-se o Dia da Guarda Municipal, instituição que ganha diariamente notoriedade pela eficiência em ações preventivas e também de proteção a população e patrimonial.

“Temos na Guarda Municipal grande apreço pela atuação destacada na segurança das ruas, ações de patrulhamento e atenção permanente aos diversos municípios brasileiros em que ela está presente. Cada vez mais as cidades brasileiras compreendem a necessidade de criação dessa estrutura como apoio necessário em políticas públicas de combate ao crime”, destaca o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes.
10/10/2017

Moraes propõe homenagem aos 12 policiais do ROTAM inocentados por júri popular

Leia mais

Em discurso na Assembleia, nesta terça-feira, o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, comemorou a decisão do júri popular que inocentou os 12 policiais da ROTAM do 20º BPM, em julgamento que durou 6 dias. O parlamentar propôs a entrega de homenagem aos absolvidos em cerimônia a ser realizada na Casa.

O parlamentar destacou ainda que a justiça foi feita com a unanimidade dos votos dos jurados. “O resultado do julgamento não poderia se dar de outra forma, uma vez que ele foi feito pela população, que está aterrorizada em decorrência da criminalidade que avança. O Júri vindo da população favoreceu o resultado”, ressaltou durante seu pronunciamento na Tribuna.

“Temos orgulho de dizer que no Paraná temos a mais competente PM do país, uma corporação que trabalhando no limite, colocando a vida em risco a favor da população. Nossos policiais merecem medalhas e não condenação por agir com agilidade e competência”.

Moraes destacou seu total e incondicional apoio aos membros da ROTAM e também a todos os policiais militares, “que continuem sendo sempre protetora do cidadão do bem e repressora de bandidos”.
10/10/2017

Moraes participa de evento que marca investimento em saúde e Segurança para Ibaiti

Leia mais

O município de Ibaiti passa a contar, a partir desta terça-feira, com duas estruturas importantes para a saúde e segurança da população. Solenidade que contou com a participação do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, e do prefeito Antonely, marcou a inauguração da Base Operacional do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência – SAMU e da Base Operacional de Apoio da Polícia Rodoviária Federal – PRF.

Moraes destacou, durante a cerimônia de inauguração das duas unidades, o importante trabalho feito entre a prefeitura local, Governo do Estado e Assembleia Legislativa para garantir ampliar serviços essenciais para população. “A saúde e segurança são áreas de grande demanda e necessitam frequentemente de atenção das autoridades. A inauguração de duas bases importantes é uma grande conquista para Ibaiti, município que tenho muita alegria em representar no Poder Legislativo, disse o parlamentar durante o evento.
04/10/2017

Moraes acompanha julgamento de PMs da ROTAM

Leia mais

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, acompanhou, durante toda a manhã desta quarta-feira, o início do julgamento dos 12 policiais militares integrantes da ROTAM do 20º BPM. “Estou certo de que serão absolvidos e darei meu apoio até a conclusão do julgamento”, afirma o parlamentar.

O julgamento deverá seguir por mais alguns dias e há chances de ser o mais longo da história do Paraná. “Quando um bandido não se rende, entregando a arma, possivelmente ele irá atirar contra o policial. Portanto, o confronto é uma realidade e a ROTAM precisam agir com austeridade”, defende Moraes.
04/10/2017

Moraes parabeniza Corpo de Bombeiros do Paraná pelo aniversário de 105 anos

Leia mais

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes, parabeniza a todos os bombeiros militares do Paraná pelo aniversário de 105 anos da instituição. “O Corpo de Bombeiros do Paraná tem grande credibilidade em todo o Estado e certamente conta com a confiança de todos os paranaenses”, destaca o parlamentar.

Moraes ressalta ainda que a o Corpo de Bombeiros é “sem dúvida alguma a instituição de maior credibilidade do Paraná, pois é reconhecida por salvar vidas”.

Em comemoração ao 105º aniversário do Corpo de Bombeiros do Paraná, diversas atividades serão realizadas entre os dias 02 e 08 de outubro, entre elas visitas técnicas a grupamento de escolas e colégios, exposição de materiais em shoppings, hasteamento da bandeira nacional e desfile cívico militar.
03/10/2017

Moraes cobra andamento do protocolo para concurso PM/BM

Leia mais

O andamento do protocolo 14.495.288-0, o qual autoriza a contratação de empresa para realização de concurso público para a contratação de policiais e bombeiros militares, tem sido tratado com prioridade pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes. O parlamentar defende a ampliação dos efetivos como política de combate ao crime.

“O governo do Estado precisa entender que, para combater a violência, precisa investir nas forças de segurança, com a ampliação dos efetivos e mecanismos de incentivos para que policiais permaneçam por mais tempo na ativa”, argumenta o deputado.

Recentemente, o Poder Executivo conseguiu da Assembleia Legislativa apoio para implantar a gratificação para jornada extra de PM/BM e também o aproveitamento de policiais e bombeiros que já estão na reserva. “São estratégias para não permitir a redução do efetivo. Entretanto, o Paraná tem enfrentando uma escalada preocupante da violência, o que justifica a inclusão de novos profissionais”, defende Moraes.

O protocolo está atualmente na SESP. Segundo o deputado, o governo precisa autorizar seu andamento imediato para que pelo menos o edital seja lançado ainda em 2017. “É preciso levar em consideração que um processo de seleção como o de Soldado leva tempo, assim como o período de formação”, ressalta.
02/10/2017

Assassinato de policiais no Brasil é tema de comissão geral

Leia mais

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias discute nesta quarta-feira (4) o aumento da mortandade de policiais no Brasil. Segundo o 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, os policiais são mortos três vezes mais fora de serviço do que quando estão trabalhando.

De janeiro de 2016 a julho de 2017, foram assassinados em todo o País cerca de 800 policiais. Só na cidade do Rio de Janeiro desde o início do ano, foram mortos mais de cem policiais.

Os deputados reclamam ainda da falta de prioridade para a segurança pública, do desaparelhamento das forças policiais e dos baixos salários.

A audiência será realizada no plenário 9 a partir das 14 horas.

Fonte: Agência Câmara
28/09/2017

Agentes de trânsito podem trabalhar armados, decide Senado

Leia mais

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (27), em votação simbólica, o projeto de lei (PLC 152/2015) que permite o porte de arma de fogo em serviço por agentes da autoridade de trânsito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios que não sejam policiais. Guardas municipais nessa função também terão o mesmo direito. O projeto segue para sanção presidencial.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB-Lei 9.503/1997), "agente da autoridade de trânsito" é toda pessoa, civil ou policial militar, credenciada pela autoridade de trânsito para o exercício das atividades de fiscalização, operação, policiamento ostensivo de trânsito ou patrulhamento.

A proposta estabelece algumas exigências para a concessão de porte de arma de fogo aos agentes de trânsito. Uma delas é a comprovação de capacidade técnica e aptidão psicológica para o uso da arma. Outra é condicionar a autorização para o porte não só ao interesse do ente federativo ao qual o agente está vinculado, mas também à exigência de sua formação prévia em centros de treinamento policial.

Mais notícias ...